segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Como tudo começou...



Há quem pense que moda é futilidade ou sinônimo de status. Há quem diga que moda é necessidade, é cultural, faz parte do que somos e do tempo em que vivemos.
E agora eu pergunto, quem está certo?

Os dois!

E para se ter uma idéia, basta analisarmos sua história desde os tempos mais remotos!

calma, calma... essa não é uma roupa pré-histórica!

A moda na Pré História:
Quando pensamos no homem primitivo vem logo a idéia do homem das cavernas usando uma tanga de pele de algum animal morto com um osso enrolado no cabelo e uma clava na mão. Ou não?

E daí pensamos que o homem primitivo usava roupa para se proteger do frio, o que não é de todo errado, mas o que muita gente não sabe, é que nas culturas primitivas, o homem também usava a roupa como simbolo de status e de proteção mágica. O melhor caçador usava as melhores peles de suas caças e isso lhe trazia um respeito muito grande em sua comunidade, logo as melhores roupas eram usadas pelos líderes, pois os mais fortes é que mandavam e os mais fracos seguiam.


Curiosidades da moda primitiva:
- Como as peles ressecavam e se partiam ou ficavam duras, as mulheres de cada tribo as mastigavam até que ficassem maleáveis. Com o tempo foram surgindo novas tecnicas para amaciar as roupas, e começou-se a molhar a pele e sová-la com um malho após a retirada de todos os fragmentos de carne. Mais adiante, algumas tribos descobriram que o óleo ou a gordura de animais marinhos ajudava quando esfregados na pele para deixá-la maleável por algum tempo. Em seguida veio o curtimento com a descoberta da extração de alguns ácidos de certas árvores, especialmente o carvalho e o salgueiro, que faziam com que as peles se tornassem maleáveis e à prova d’água.
- Peles mais macias podiam ser cortadas e moldadas e então surgiu uma das maiores invenções do homem: a agulha de mão. Arqueólogos acharam agulhas com idades de 40 mil anos em cavernas paleolíticas, geralmente feitas de marfim de mamute, ossos de rena ou presas de leão marinho. Com a agulha foi possível costurar pedaços de peles e moldá-los ao corpo. O resultado ainda pode ser visto nos esquimós nossos contemporâneos.

homem da Era do Gelo

Mas e quem vivia em climas temperados?
Usava pele também?
Usar, usava, mas bem menos, afinal, não tinha tanta necessidade de algo tão quente em climas escaldantes. E por isso, o uso de materiais de fibra vegetal ou animal acabou sendo uma "mão na roda".

Outras técnicas:
- A utilização de fibras animais e vegetais através da feltragem (processo desenvolvido na Ásia Central), onde lã e pêlos são penteados, molhados e colocados em camadas sobre uma esteira, e são compactados formando um feltro que pode ser cortado e costurado para a confecção de roupas e tendas, era o metodo mais comum de se fazer roupas.
- A utilização de fibras vegetais, com o aproveitamento da casca de certas árvores era uma outra técnica. As camadas eram sovadas até que se ajuntassem e depois passava-se um óleo ou uma tinta para que durassem mais. Esta técnica é semelhante a usada pelos egípcios para fabricar papiros.

O uso de cascas de árvores e peles de animais caracterizavam povos nômades. Em povos com uma cultura pastoril (Era Neolítica) a utilização de lã de ovelhas e o desenvolvimento do tear eram técnicas mais refinadas que estabeleceram a manufatura de tecidos e tornaram as roupas mais ou menos semelhantes ao que conhecemos. A maneira mais simples de se utilizar um tecido era enrolar um retângulo de pano em volta da cintura, fazendo um "sarongue". Mais tarde um outro pedaço de pano era enrolado sobre os ombros e atados por prendedores.



Acredita-se que ao final da Idade da Pedra, há 25 mil anos atrás, o uso de roupas já fosse comum, e que a técnica de fabricação de fios já estivesse dominada, tanto no uso de pêlos de animais como a ovelha ou de fiapos de certas plantas, como o algodão.

Técnicas na produção de roupas melhoraram gradualmente com o passar do tempo, permitindo eventualmente a união de pedaços de pele entre si, formando assim, peças de roupas mais elaboradas, utilizando outros materiais como conchas e pedras coloridas já com a intenção de adorno.
Calma... Ainda não acabou! Vem aí sugestões de filminhos e mais curiosidades sobre a moda das cavernas!

;)

2 comentários:

Manuela disse...

Querida, Amei seu blog!

Depois passa lá no FG pra conhecer.

www.futilegirls.blogspot.com

Alameda da moda disse...

adoreiiiiiii

o blog

está de parabéns
se tiver um tempinho
da uma olhadinha no meu
http://analisandoamoda.blogspot.com/