quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Fugindo da Inquisição




Como o fashiononline anda bem literário ultimamente, vou começar a postar minhas resenhas por aqui também, e não só na Página do Facebook. Até porque, através de livros históricos e de época, conseguimos aprender muito sobre história da moda, né? Vamos lá? ;) 




Recentemente li a trilogia "As Filhas de Dana" da Simone O. Marques, uma autora brasileira incrível que não sei como que não foi descoberta pelas grandes massas ainda.

A série "As Filhas de Dana" narra a história das mulheres de uma família pagã portuguesa fugindo da Inquisição no final do século XVII. Apesar de ser uma história de bruxas, o livro não é uma fantasia, longe disso, é bem realista e mostra como as pagãs viviam de verdade na época da Caça às Bruxas. Essa trilogia me pegou de um jeito que está no topo da lista das melhores leituras do ano!



Paganus





"Nunca para trás, os passos devem segui sempre em frente"

1673 - norte de Portugal

Trás-os-montes - Portugal


Um caçador de bruxas, uma aldeia pagã, uma mulher de personalidade fortíssima e outra tão linda que chega a ser enfeitiçante. Assim começa a história de Gleide, Adele e Daniele, as filhas de Dana, salvas da morte por Diogo, o filho do homem que as persegue.

Gleide é a líder de sua aldeia, uma mulher independente que simplesmente não aceita a dominação masculina, enquanto sua filha Adele, a beldade da aldeia, acredita no amor verdadeiro e assume uma relação monogâmica, para o desgosto da mãe. Daniele cresce sendo educada por mãe e avó, e tem um pouco das duas, é forte e independente, mas acredita que pode ter um único companheiro em sua vida por ver o como é o relacionamento de seus pais.

Gleide, Adele e Daniele, 3 gerações de bruxas históricas


Durante uma invasão à aldeia, Diogo se apaixona por Adele perdidamente, e mesmo não tendo feito nenhum mal à ela e sua família, ele se sente culpado pelos atos do pai e do irmão, que perseguem os pagãos da região de Trás-os-montes cruelmente. 

Sem pensar duas vezes, o jovem salva a pequena família que seria queimada e deixa toda a sua vida de nobre para trás, passando a seguir com Gleide, Adele e a recém nascida Daniele, à procura de uma nova vida, mas o perigo continua grande, e é preciso que as mulheres finjam ser cristãs para sobreviver à inquisição, tudo isso sem saber que o irmão de Diogo, Douglas, ainda está em seu encalço.

Os personagens são todos cativantes, as mulheres fortes, os homens destemidos, tudo que um grande romance deve ter para contar duas fases da mesma história de amor e bravura, aliadas à muitas reviravoltas e surpresas e com um final incrível. E que final!

Conversando com a Simone, ela me disse que pesquisou profundamente sobre o tema antes de escrever o livro, e que realmente existiam aldeias pagãs em Portugal nessa região, que por ser pouco populosa na época, abrigava pequenas aldeias distantes de tudo em que o paganismo era bastante comum até a chegada da Inquisição.

Sem dúvida nenhuma entrou pro time dos favoritos! 
5 estrelinhas pra ele!!!


Samhain





"A roda gira, e novos ciclos se iniciam"
1690 - Brasil




Daniele
Dando sequência ao final eletrizante de Paganus, Daniele, Antônio e Mateus finalmente chegam ao Brasil, e são logo acolhidos por Sr. Amâncio e Dona Olímpia, que os tratam como filhos. Nasce a pequena Tereza, que assim como Daniele, terá uma importante missão a cumprir. E desde o nascimento, a garotinha é adotada como neta pelo casal idoso. A vida na fazenda é tranquila, mas a crença de Daniele e seu espírito livre continuam a colocando em risco. Daniele chama a atenção, é linda e seus hábitos livres incomodam as pessoas locais, e está não só na mira de um padre, mas de empregados invejosos da fazenda e de uma vizinha carola.

O livro também aborda as questões da catequização dos índios e a escravidão nos engenhos de açúcar. A constante presença do perigo dá o tom da história. O amor de Antônio e Daniele continua encantando, a pequena família vive feliz em um lugar que ama. Mas não tem como não desidratar de tanto chorar com os acontecimentos tristes que ocorrem durante a história, pois a pegada Sevenwaters continua. É triste, mas é lindo! Vale cada lágrima!!!

5 estrelinhas pra ele também!



 Beltane



"Confie no caminho que a Grande Mãe traçou para você"

Brasil - 1703 
Engenho de Cana de Açucar

Tereza
Beltane conta a história de Tereza, que foi criada para ser uma devota sinhazinha tradicional, mas ela começa a descobrir seu passado e acaba por conhecer seu vizinho, um rapaz que é simplesmente perfeito para ela, mas que tem um defeito grave. Ele pertence à família que desgraçou a dela, e a partir daí, muitas verdades vem à tona.

A história é envolvente, Tereza é uma garota linda e meiga, mas de espírito forte, que "precisa" ser domado por sua tutora, que acha que ela seguirá o mesmo caminho da mãe. Mas apesar de toda a docilidade, a força da deusa pulsa em seu sangue e, desde muito jovem, lhe são impostas muitas decisões difíceis que a separarão para sempre daqueles que ela ama.

O livro retrata a rotina brasileira do início do século XVIII, mostrando o relacionamento entre senhores de engenho, suas damas, escravos e índios que precisavam conviver gostando ou não.

Há também uma agradável surpresa pra um personagem que havia ficado meio de escanteio no livro anterior.


1918 - São Paulo - Brasil 

Casa de Recolhimento - início do século XX


Adelaide
No fim do livro temos a curta história de Adelaide, uma descendente da linhagem de Gleide que é trancada numa casa de recolhimento, quase um convento, aonde é tratada severamente pelas freiras que a mantém dopada com láudano para "domar seu espírito". A vida de Adelaide é um inferno, até a chegada de um padre que lhe salvará a alma, e perderá a sua própria.

A história de Adelaide é inspirada numa história real, e mostra a dura vida de mulheres que não se adequavam aos padrões da sociedade dentro de casas de recolhimento. Incontestavelmente triste essa realidade ainda tão recente em nossa história.

Assim como Samhain, o livro anterior, Beltane se passa na fazenda Santa Tereza, e mostra que As Filhas de Dana não negam à raça. Tanto Tereza quanto Adelaide são personagens fortes e carismáticas que te fazem sentir tudo que sentem. Vale cada lágrima derramada pelas tristezas de suas vidas.

Encerramento mais que perfeito para uma trilogia que está ligada à outra, que em breve será lançada pela autora.

Impossível não dar 5 estrelinhas para o livro.

Se interessou pelos livros? Eles podem ser encontrados nas principais lojas virtuais e no site da editora Alfabeto.

by mara sop


Um comentário:

Simone O. Marques disse...

Amei cada detalhe do artigo!
As bonequinhas, as imagens, o texto... <3
Fiquei muito feliz que tenha apreciado tanto!
Obrigada!

Beijos!